domingo, 23 de setembro de 2012

Loucura


Palavras vêm à minha mente
E, toda vez que tento explicar,
Novas pessoas tentam fazer-me falar
O que elas significam.

Palavras não valem nada,
Não se pode trocá-las, vendê-las ou comprá-las,
Apenas proferi-las e julgá-las.
Palavras, portanto, são nada.
Elas servem para demonstrar sentimentos,
Tormentos e pensamentos,
Sonhos e momentos que revelam a imaginação do autor.

Nada mais nada menos,
Isso é apenas um desabafo do próprio entrando em agonia...
Um autor que pede para ser esquecido, mas amado
Um autor alegre, mas triste
Que vive da dor do passado
E que está conhece a loucura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário