sábado, 20 de outubro de 2012

Revolução

A escravidão ainda existe.
Todos estamos aprisionados em uma bolha
Que se chama mídia, e/ou capitalismo.
Somos escravos do dinheiro e da ostentação.
Somos escravos de nós mesmos,
Da ignorância, da abstenção
De qualquer forma de crítica e pensamento.

A escravidão existe e ninguém se preocupa.
É um regime silencioso, quase imperceptível,
Que, aos poucos, toma conta da mente, da cognição
Transformando-nos em marionetes do Poder.

ACORDE E LUTE.
O povo pode fazer justiça, mas prefere se calar.
VAMOS ÀS RUAS, LUTEMOS POR NÓS MESMOS!
LUTE, ACORDE, VIVA.

Volto ao Deus comum a todas as religiões: o dinheiro.
Louvem as pessoas, nãos os deuses, em especial o Monetário;
Louvem uma causa, não um programa, um divertimento.
O indivíduo prefere arrecadar a dividir; prefere roubar a trabalhar, o lazer a viver.
Não há algo a se conquistar, apenas o materialismo, que evolui cada vez mais.
A burguesia conquistou tudo e se acomodou!

Se as pessoas fossem o centro...
Se o dinheiro valesse menos...
Se o povo fosse dono de si...
Se a escravidão acabasse...
Se as pessoas deixassem suas paixões
E momentos de lazer, pelo menos uma vez na vida...

Se quiserem uma revolução, serei seu líder...

Nenhum comentário:

Postar um comentário