domingo, 2 de dezembro de 2012

Espanto

O espanto,
Fenômeno
Que pousa no pranto
E faz o canto
Do poeta falador,
Dos versos vividos,
De vida abstrata,
De poemas
Das ruas,
Do mundo,
Da dor.

O espanto
De alguém ninguém,

Ninguém para alguém,
Por enquanto.
De ninguém para ninguém, portanto,
De alguém para alguém,
Desconhecido,
Poeta e amigo,
Feito do espanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário