sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Praia do Casco

Nas conchas que revestem o solo dourado
Da praia do Casco,
Um bichinho patina em sua giganteza
Todo dentro de si,
Preenchido pelo asco
                  para se proteger dos perigos que assolam o solo da praia.

Nas conchas que revestem o solo dourado não há nada significante
Para quem não sabe o que significa explorar,
Mas até o bichinho com suas seis patas e sua pequena imensidão
Se aventura no desconhecido...
                                        É claro,
                                        não é homem para temer o que não conhece...

É bicho como todo bicho
                       Que se esconde em seu abrigo...

                                        Em sua concha, em seus cascos,
                                                                                       seus casacos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário