segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Apesar da Distância

Não sou grande o suficiente para dissertar sobre o amor,
Não vivi eloquentemente o que sentia
E não tornei meus sentimentos uma canção ou sinfonia
De tudo que viera até mim - do calor de uma paixão
À eternidade que tracei em meus versos de dor.

Não sou poeta, nem humano o suficiente
Para deixar de lado o amor distante que ainda está em mim.
Não estou romântico ou preocupado neste momento
Em decretar o amor no mundo, como fiz enfim
Num dia também muito longe, sem qualquer sentimento.

Mas, apesar desse amor limitado,
Só eu sei quanto amei suas imperfeições e problemas
Enquanto entendia seus poemas não poetizados.

Só eu sei que amei o quanto pude e muito mais,
Sem que perdesse a esperança e o amor mais verdadeiro,
Que ninguém amou... jamais!

E só eu sei
Que só eu sei

Que ainda não amei
Todo o amor do mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário