terça-feira, 16 de abril de 2013

Poética ao Poema do Tempo (Disforme)

Não é nosso tempo
                            e
                         
                            ainda

                            se esvaziam

                            os balões da festa anterior.

                     
Parabéns a você, aniversariante.

Que viva muito a longa

                                       vida longa

vida.


                                             Mas já não é seu aniversário.

O tempo passou
e não disse
adeus.

                                             Adeus, tempo.

Espero que me ouça,
pois já não lhe escuto passar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário