terça-feira, 7 de maio de 2013

Poemeto ao léu

Parte de mim adoeceu hoje.
   Parte de mim amou mais.
       Parte de mim gritou
        E a outra parte,
       A que restou,
      Apenas
chorou.


                                                       Parte de mim se foi
                                                    E trouxe o resto consigo.
                                                       Parte de mim me dói
                                            Parte de mim parte para seu abrigo.



Mas, se parte de mim é você,
Parto para mim mesmo
Ou parte para mim?

                                                                   Quem é você?
                                             O que quer?


Parte de mim parte em silêncio - partindo em frente aos outros

os problemas que nos assolam.                                                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário