sexta-feira, 10 de maio de 2013

Viver é

Viver é superestimado -
disse alguém
em um dia qualquer

                               c           o m o  h o j e.
                                     
                                      o
                                         m
                                           o
                                               h o j e
não vivi,
não sorri,
não chorei...


                                      as lágrimas me choraram

e nelas me vi a vê-las.


Fiz um poema vago;

                                                                 Viver é superestimado;

Dormi no ponto, pronto para o que viesse.


Mas nada veio.

Nada virá. Viver é nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário