segunda-feira, 24 de junho de 2013

Inquieto

Sou obrigado a amar a família.
A confiar em meus colegas.
A sorrir sempre que estiver em público.
A ser educado com outrem.
A não responder.
A ficar calado.
A escrever e falar coisas leves, pois nem todos estão prontos para ouvir.

Sou obrigado a falar baixo.
A permanecer alienado.
A ser censurado.
A comer de boca fechada.
A não falar demais, para ouvir os outros melhor.
A parar de escrever, pois já não tenho tópicos.

Tudo vago.

Somente um ou outro valem a pena.

Amadureçam.

A rebeldia me obriga a deixar tudo de lado...

e, se tudo não for tudo,

que o nada me preencha mais uma vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário