sábado, 20 de julho de 2013

Observação #19

Não olhe em meus olhos,
não me quero refletido em seus,
nem mesmo aturar
suas interpretações
sobre meus inconstantes sentimentos.

Não olhe em meus olhos.

Não quero passar toda a tristeza
para um mero observador
da depressão que assegura
minha identidade oculta
nos versos que escrevo
apenas para meu entendimento
e solidão.

Não olhe em meus olhos
e seja feliz como nunca fui.

Seja feliz, saia pra passear,
chame uma garota para sair,
ria das pessoas que passam
e ria-se de si mesmo,

porque não tem coisa pior
do que viver morto
dentro de uma carcaça
putrefata e insuficiente

- somente para ela mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário