quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O apagar das luzes

As luzes trêmulas de meu quarto
suicidam com o rugido de meus dedos
inquietos e plácidos.
E não entendem
[ora, por qual motivo?!]
que o acender e apagar é apenas
o gesto favorito da vida:
acendendo e apagando lâmpadas,
fazendo com que tenham que trocá-las
e jogando-nas em latas de lixo específicas,
para que não oxidem sua memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário