segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Dessecamento

Desseque meus versos
                        e me autoconheça,
                                      me reflita,
                                      me entregue,
                                      me domine
                                      me desista.
"Innuendo!"

Desseque meus versos
                         e diga meu sofrimento
                                           convivido no indivíduo
                    que não sou eu.

                     Reflita as letras
                                        e reflita sobre cada linha
                     
                      esmiuçada e di
                                             s
                                               forme


tentarei fugir de minha condição real,
mesmo que seja irreal,
por meios irracionais e indevidos.

tentarei ser quem não sou,
mas não tentarei
e serei eu mesmo,
sendo outrem.

suspendo o julgamento irracional
e racional
e crio meu próprio sentimento,
apesar de não poder ser controlado.

erradico meus sintomas
em um tratamento de extensão
indeterminada
e baseio-me simplesmente... em nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário