terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Amor à amargura

As pessoas andam sem interesse
em relógios sem ponteiros
e nuvens de estresse e preocupação.
Andam em silêncio e cabisbaixas
sem olhar para os lados e apenas
caminham, caminham e caminham,
mas não pensam, não amam e não vivem.

As pessoas andam sem interesse
em relógios sem ponteiros
e nuvens de ódio e agonia.
Agonizam sem amor.
Somente amam a amargura.

E quando olham para trás, não andaram muito
apenas se cansaram e estouraram seus relógios
com ingênuos e levianos desejos e atrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário