quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Bitolado

Todos os versos que ouvi
não despertaram inspiração
nem fizeram de meu ego uma mera ilusão
do poeta mal amado que jaz aqui.

Tudo sempre igual
sem grande criatividade e alterações
estupidamente banais para o gosto
refinado e confuso deste.

Tudo que ouvi não me animou
e passei a não ouvir mais.
Por isso sou quem sou
e por isso minha poesia permanece assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário