quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Quarta coisa alguma

papéis amassados
em um quarto tra
ncado por dentro
sem pessoas e ve
rsos sem poemas
sem esperança e
felicidade apenas

a poesia de ser u
m vazio poético
é uma janela fec
hada aberta com 
chaves de poeta
e tesouros de hu
manidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário