sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Solidão

Solidão
é a ínfima parte da tristeza.
é partindo dela que se enxerga a beleza
de ser levado a todos os lugares sem ser levado
e ir a lugar nenhum sem perceber que está parado.

Solidão
é a mais nobre parte de uma singela sinfonia.
é quinta, a décima parte aparte do todo...
é minha mais sutil melodia,
que vem de modo

simples... e arrasador.

Solidão é pontada no peito
é a lágrima que escorre, muda.
Solidão é o que ainda está para ser feito
é o coração partido que a si desnuda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário