sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Obstinação

Obstina-se, meu amor, em algo incapaz
de suprir suas próprias necessidades.
Esquece-se em seu ardor, algo tenaz,
de profunda, tenra e nobre vaidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário