domingo, 23 de março de 2014

Samobójców

disformes, ocultas e tenazes são minhas memórias
entre a sucessividade de segundos de que minha mente
desfruta, e a falta de tempo que segue sendo inerente
aos prazeres e ilusões que neguei em minha história.

já não há horas para suportar minha agonia
enquanto escrevo meus últimos versos
de angústia e sofrimento imersos!
em meu eu ignorante perdido, só, na poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário