segunda-feira, 21 de abril de 2014

-

Falas de tudo enquanto ouço e calo
as vozes que ecoam em mim,
até que, enfim,
paro, penso e falo:

"não suporto as palavras que me deste:
sem conteúdo ou profundidade;
sem mentiras, e apenas verdades;
não suporto o que me disseste!"

prefiro o silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário