sexta-feira, 4 de abril de 2014

Longos dias

Longos dias surgirão como se fosses luz
do topázio azul que despedaça-se ao olhar-se
refletido em si mesmo: com enorme amor
e ego cristalizados em um mineral qualquer,
que é só aparência e o valor que lhe é atribuído.

Longos dias passarão como se fosses flux
em minha memória, e vasto, e ereto, e reto
à sombra e penumbra de meus olhos calados,
que somente jazem a miséria de viver;
que somente calam a existência de meu ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário