sexta-feira, 9 de maio de 2014

a você V

não procura por meus lábios sua boca,
esconde-se em palavras que sonha dizer,
e, em dias e noites, somente vive a solidão.

inconstante sua mente divaga,
devagar sua mente me esquece,
divagando sua mente desfalece.

não procura por meus lábios sua boca,
e já sigo seu rastro azul e solitário.

inconstante, mais tarde perde-se
Inconstância, depois, decora suas lágrimas
com o mais tedioso e silencioso amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário