segunda-feira, 26 de maio de 2014

-

eu,
       à poesia,
                      só permito
       uma forma:
                       a simplicidade.
               
estou acostumado
                             com aforismos,
                  signos
                                                    e insignificados escritos,
porém,
               não dito "A",
                                              não sigo "B",
    sou escravo da liberdade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário