domingo, 18 de maio de 2014

Constantemente Inconstante II

lá fora 
a noite purga a escuridão
chove
e o amor escorre entre valas e vielas.

lá fora
a noite esvai em luz
chove
e o amor pede que certas palavras
ditem seu caminho.

iminências:
a garota do sorriso curto
dos cabelos marulhados em ouro
e olhos profundos como um oceano cerúleo.

aqui dentro
um poço de mágoas
uma torrente de sentimentos 
variações incansáveis.

aqui dentro
a dor que vai ao físico
alegria alegria!
e a depressão que invade o mundo.

reminiscências:
a garota do sorriso curto
dos cabelos marulhados em ouro
e olhos profundos como um oceano cerúleo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário