terça-feira, 27 de maio de 2014

Outro

Que seja a lembrança, o aroma,
as fragrâncias e perfumes de um amor
jogado em beijos, em abraços,
em quietude e segredos.

Que seja a lembrança, que reconheçam
o olhar que aqui desfalece de tanto amar,
que seja eterno este amor amiúde,
que amem mais do que podem e mais do que pude.

Talvez tenha te suposto, tenha te amado,
tenha reposto este amor flamejado
em corações alheios ao meu.

E, em meio ao fogo (que arde a chama de teu coração),
em meio a memórias (de um passado pautado na solidão),
talvez tenha te mostrado que sou teu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário