sexta-feira, 27 de junho de 2014

Minhas mentiras

Com muita pressa
perdi a vida
e a alma querida
já se cessa.
Ah! O choro
de anjos caídos
em meus ombros
de dor remoídos
e o coro
e o amor que escrevo
nos céus, desassossego,
meu coração tão doído.
Ah! Tamanha paciência!
Vá em frente,
em sua mente
haverá muito a se ver.
A minha se condensa,
em mim mesmo
em vão, a esmo,
minh'alma imensa
se esvai
e se vai
intensa-

mente
eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário