segunda-feira, 11 de agosto de 2014

-

espelhos iluminados
transparecendo o lado de fora
sorrateiro
eloquente
resplendendo o que se vê agora
as luzes da cidade
desbotando em agonia
uma acende
outra apaga
assim a vida
assim a morte

Nenhum comentário:

Postar um comentário