quinta-feira, 4 de setembro de 2014

-

Em meio às angústias de meus sonhos,
em meio aos caminhos sinuosos e risonhos,
quem viu o que não viu torna-se insano,
e a poesia desfalece sem dar razão ou sentimento.
Não há nada, pois, exceto a tristeza,
o amor e a falação do coração humano;
ainda sou pouco, um pouco louco, pelos tormentos
e momentos que cercam a angústia de quem vive.


Nenhum comentário:

Postar um comentário