sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Ceticismo

Os poemas que escrevi em Simbolismo,
remetem à essência da dor e do sofrimento,
que sinto a todo instante e a todo momento
em meio ao calor da fé e do ceticismo.

Deus já não existe com ou sem misticismo.
Não enuncio suas palavras em detrimento
do nobre, sutil e vivaz tormento
que me insere em meu próprio abismo.

Mantenho-me inerte e a dor me consome,
mas estou bem... sofrendo. Estou bem... morrendo.
Já nem sei mais quem é que de mim some

por causa da alma que aqui escrevo,
pelos versos que aqui descrevo,
pela morte, que já listou meu nome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário