quinta-feira, 12 de março de 2015

Sussurros

Em meio a sussurros de ossos quebradiços,
o suor do rosto, a face da guerra.
Sentávamos pela encosta tentando fazer-nos
ocultos.
Em silêncio, os náufragos tentavam se erguer da areia,
- enquanto a maré subia e os levava para longe.

Após aquela agonia,
os gritos ainda ecoavam em minha mente,
o aprisionamento se fazia em mim:
eu estava ligado aos homens como dicotomias
e dualidades.

Não era um deles.

A estrada pedregosa tornava árduo o caminho.
Sem restrições, segui, com os lábios secos, beijando
o trajeto sem fim.

Arrastando-me, preocupando-me
e morrendo,
chorei lágrimas que não eram minhas...

até que a maré subiu novamente
e eu me entreguei a seus trabalhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário