sexta-feira, 10 de abril de 2015

-

Me senti tão sozinho, de repente...
tão incapaz e vazio, tão soturno e triste
que, agora, nada mais existe
senão o desejo de morrer em minha mente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário