segunda-feira, 22 de junho de 2015

Construção

estive pensando
mesmo cansado
se não haveria
meio de trazê-la
de volta

não falo 
aqui 
da falta que 
me faz

pois já não 
faz

sinto que
não quer estar
aqui

quer estar em 
algum outro
lugar 

talvez queira
desaparecer
sumir
morrer

não 
sei

mas queria que 
estivesse aqui
por um momento
para dizer que
devo deixá-la
viver
da maneira que ela
escolher
onde ela quiser
com quem ela quiser

aqui amei
aqui nos despedimos

as fotografias
desbotam em sépia
descolam do álbum
se perdem no
esquecimento

aos poucos te esqueço
querida

aos poucos te esqueço
digo

mesmo assim
com a memória falha
com os poucos detalhes 
que me restam de tua ausência

ainda amo
uma idealização 
de partida

algo que construí
para não ser
desconstruído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário