domingo, 21 de junho de 2015

estar contigo

meu corpo
que esteve com o teu
ontem à noite
dói

dói
pois ainda
somos um
embrião
somos fruto
da novidade
e filhos da
opacidade

meu corpo
ainda dói

já não há
o que fazer
senão
exercitá-lo
exercitar o
hábito
de estar
contigo
todas as noites

gosto de teus
porquês
gosto de teus
nãos
muito mais
do que dos sins
gosto de beijá-la
à face nua
de desprender
tuas asas
do entrelaço
com as minhas
e vê-la voar
por aí

até que o céu se
alaranja
escurece
e se vai

então
és minha
novamente
assim
como sou para ti
vibrante e vivo
impetuoso e alegre
- amando meu amor por ti

Nenhum comentário:

Postar um comentário