terça-feira, 30 de junho de 2015

Recusa

seus tristes olhos
sedentos de amor
de consolo
de poesia
dizem adeus
sem insistir
na distância
e afastamento.

dizem
porque recusei
a eles meu próprio
olhar, minha ajuda;
o conforto de meus
braços solitários,
o calor de meu
incandescente coração.

seus tristes olhos
sedentos de amor
de consolo
de poesia
dizem adeus.

dizem
porque esperaram de mim
o que não pude ou não quis dar.
dizem porque ainda não aprendi
a amar
os outros
conforme sua necessidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário