domingo, 23 de agosto de 2015

Para te esquecer

Para te esquecer 
vou eclodir
para não te ver
ou te ouvir
vou-me embora 
deste inferno
vou-me embora 
daqui.

Não é que não goste
de estar onde estás
ou de estar à espreita
ou pensar que retornarás
a meus pensamentos.

Aproveita!
que não me conheces
e não cries tormentos
acerca do que tenho 
escrito.

Para te esquecer
vou eclodir
para não te ver
ou te ouvir
vou-me embora
deste inferno
vou-me embora
daqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário