domingo, 14 de fevereiro de 2016

-

As retinas se esforçam, mas não têm clareza,
somente a dor que da mente desce ao peito
pulsa neste corpo desalmado pela tristeza,
imerso em ações não compreendidas... sem jeito.

O céu se escureceu e assim o fez meu coração.
Irei embora, pois não sorrirei novamente,
não despertarei minha morta e doentia emoção,
e não despejarei lágrimas de um olho doente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário